quinta-feira, 1 de junho de 2017

Istambul, Turquia: Roteiro de 6 Dias


Istambul, antiga Constantinopla, é a maior cidade da Turquia e quinta maior do mundo! É a unica cidade que tem seu território dividido em dois continentes: Europa e Ásia. A maioria da população é muçulmana, mas também há um grande número de laicos e uma minoria de cristãos e judeus. É a capital da província de Istambul, a qual faz parte da região de Mármara. Mas vamos ao que interessa: Roteiro de 6 dias em Istambul com suas principais atrações!

Antes de começar os passeios pela cidade, procure saber sobre o Istanbulkart, o “bilhete único de lá” que é um cartão pré-pago aceito em todo o sistema público de Istambul, como metrô, tram, trens, funiculares, bondes, ônibus e ferry boats. Ele pode ser recarregado nas máquinas dentro do metrô ou estações de transporte público ou então em bancas de revista, como fazíamos sempre, pois achamos mais fácil. 

Hospedagem: Nos hospedamos no Bairro Beyoğlu, bem do lado da Praça Taksim. Confesso que adoramos o hotel! É bem limpo e espaçoso, tem cozinha com pia, frigobar, microondas e o café da manhã é servido no quarto! Fica 2 mim a pé do metrô que fica na praça Taksim e a 5 minutos da famosa Rua Istiklal, com suas inúmeras lojas (algumas de marcas famosas), bares e restaurantes.

Nós reservamos o Hotel Suite Dreams Istanbul pelo Booking.com, que você pode reservar através neste link:
http://www.booking.com/hotel/tr/HotelSuiteDreamsIstanbul


Separei para você uma lista de outros hotéis em Istambul no booking.com, veja aqui:
http://www.booking.com/HoteisIstambul

Você pode fazer uma cotação sem compromisso de passeios e guia em Istambul comigo: contato@viagensmundoafora.com.br ou aqui pelo site, deixe um comentário no final deste post. 

1º dia - Hagia Sophia, Mesquita Azul e Cisterna da Basílica

Sultanahmet: a parte mais antiga da cidade e coração da antiga Constantinopla. 
Comece o passeio por esta região, que é onde se encontram as mais famosas Mesquitas de Istambul, a Hagia Sophia e a Mesquita Azul.

Hagia Sophia (Santa Sofia): já foi a maior igreja do Império Bizantino, depois transformada em Mesquita pelos Otomanos e atualmente é um grande museu e um dos maiores símbolos da Turquia.  Foi construída no século VI a mando do Imperador Justiniano, mas não durou muito e com a invasão Otomana no século XV, o sultão Mehmet ordenou que a igreja fosse transformada em mesquita. Os mosaicos cristãos foram pintados e sobrepostos por grandes painéis com dizeres do Corão. Minaretes foram construídos e imagens retiradas. Já no século XX, quando Constantinopla passou a ser Istanbul, Hagia Sophia foi transformada em museu, onde pode-se observar, dispostos lado a lado mosaicos bizantinos e ícones do islã.
A taxa de entrada na Hagia Sofia é de 20 TL e está aberta de terça-feira a domingo, das 9:00 às 17:00 (de Nov a Maio) e até 19:30 (de Jun a Out).


Hagia Sophia

Hagia Sophia

Hagia Sophia


Hagia Sophia


Hagia Sophia

Hagia Sophia

Hagia Sophia

Mesquita Azul: outro símbolo de Istambul. Seu nome original é Mesquita de Sultanahmet, mas ela é popularmente conhecida como Mesquita Azul, pois em seu interior, suas paredes são coberta por mais de 20.000 azulejos cerâmicos azuis com mais de 50 diferentes padrões de tulipas dão à mesquita o nome pelo qual ela é mais conhecida. É a única mesquita da cidade com seis minaretes e ainda é muito utilizada pelos muçulmanos para orações. Foi construída pelo sultão Ahmed I, durante o ano 1609-1616, na margem do mar de Mármara, em uma colina em frente da igreja Hagia Sophia.

Entrada gratuita! As mulheres devem cobrir a cabeça e todos devem tirar os sapatos! Ao sair da mesquita aproveite para conhecer a Praça do Hipódromo, um local que antigamente era o centro da vida política e social de Constantinopla.


Mesquita Azul

Mesquita Azul

Mesquita Azul

Mesquita Azul

Mesquita Azul

Mesquita Azul

Cisterna da Basílica: antigamente armazenava a água que abastecia do Grande Palácio e edifício próximos. O ambiente é sustentado por 336 colunas, sendo as mais famosas aquelas duas que estão apoiadas sobre estátuas da cabeça da Medusa, ambas localizadas nos fundos da cisterna. 


Cisterna da Basílca


Cisterna da Basílca


Cisterna da Basílca

Se ainda sobrar tempo e se você tiver interesse, pode conhecer outras atrações de Sultanahmet, como o Museu de Mosaicos do Grande Palácio, o Bazar Arasta, o Museu de Arte Turca e Islâmica, entre outros.

2º dia – Palácio Topkape, Parque Gulhane e Grand Bazar

Palácio Topkapi: um imenso e belo palácio que por séculos serviu como residência para os sultões. Atualmente é um grande museu que expõe objetos como louças de porcelana chinesa, joias do tesouro imperial, vestimentas oficiais, carruagens, armas, entre outros. O Palácio possui três pátios com jardins arborizados e o último deles proporciona uma bela vista panorâmica para o Estreito de Bósforo. Outra área do Topkapi que pode e deve ser visitada, pagando um ingresso à parte, é o Harém do Palácio,  local que servia como residência para a família imperial, onde o Sultão podia ficar mais à vontade com suas esposas e suas concubinas. 

Palácio de Topkapı  

Palácio de Topkapı

Palácio de Topkapı

Palácio de Topkapı

Palácio de Topkapı

Harém do Palácio (quartos e pátio central)

Parque Gulhane: O parque é adjacente ao Palácio Topkapı, o portão sul do parque, o qual dá também acesso aos Museus. É o mais antigo e um dos maiores parques urbanos de Istambul. O monumento romano mais antigo de Istambul, a Coluna dos Godos, encontra-se lá.

Bem próximo ao Palácio, com acesso por uma rua localizada no primeiro pátio, estão os Museus Arqueológicos de Istambul: um complexo que abriga três diferentes museus que se encontram em edifícios históricos localizados no mesmo terreno: o Museu Arqueológico, o Museu de Antiguidades Orientais e o Museu do Quiosque Esmaltado.


Museus Arqueológicos de Istambul

Grande Bazar: um dos maiores e mais antigos mercados cobertos do mundo, com mais de 60 ruas e cerca de 5 mil lojas. Para chegar ao bazar você pode fazer uma caminhada de aproximadamente 15/20 minutos ou pegar o tram na estação Sultanahmet, saltando na estação Beyazit. O Bazar fecha as 19:00h, então quanto mais cedo você chegar, mais tempo terá para explorar sua variedade de produtos e fazer umas comprinhas.



Vale a pena um passeio noturno para ver Mesquitas Azul e Hagia Sophia iluminadas!
Hagia Sophia

Mesquita Azul

3º dia – Cruzeiro pelo Bósforo

Ponte de Gálata para fazer o cruzeiro pelo bósforo – Embaixo da ponte existem vários restaurantes, reserve um dia para fazer uma refeição lá!

Cruzeiro pelo Bósforo até Ásia: É possível fazer esse cruzeiro por 2 ou 6 horas, pegando um dos ferries públicos que saem do porto de Eminönü (em frente ao Bazar das Especiarias). O Estreito do Bósforo é um canal de 36 km que divide a Europa e a Ásia, e o trecho com a menor largura, que tem 700m, é onde ficam as duas fortalezas que guardavam Constantinopla. O Bósforo é utilizado para navegação de petroleiros, navios de carga e passageiros, e conecta o Mar Negro com o Mar de Mármara. Você pode fazer um passeio que vai até o terminal Anadolu Kavaği, na parte asiática, onde pode aproveitar para almoçar e conhecer o castelo de Anadolu, no alto de uma colina de onde se avista o Mar Negro.


Castelo de Anadolu (Anadolu Kavagi)

Castelo de Anadolu (Anadolu Kavagi)

Vista da Ponte de Gálata

4º dia - Fortaleza de Yedikule, Praça Taksin e Torre de Gálata

A Fortaleza de Yedikule (em turco: Yedikule Hisarı; Fortaleza das Sete Torres) é uma fortaleza otomana situada num dos extremos das Muralhas de Constantinopla, junto à margem do Mar de Mármara. Embora a fortaleza que exista atualmente tenha sido construída em 1458 por Mehmed II, cinco anos depois de ter conquistado a cidade, no local já existira anteriormente uma fortificação, que protegia uma das portas monumentais da capital Império Bizantino, a Porta Dourada, também conhecida como Porta de Xerólofo (Xerolophos) ou Porta de Saturnino (Saturninus), durante séculos usada para as entradas triunfais dos imperadores bizantinos na capital imperial. É permitido entrar na fortaleza, subir até as torres e percorrer os muros. A vista lá de cima é fantástica! Dá para avistar uma parte da antiga fortificação de Constantinopla, que não fica longe e dá para ir a pé.


Fortaleza de Yedikule

Fortaleza de Yedikule
  

Fortaleza de Yedikule

Fortaleza de Yedikule

Fortaleza de Yedikule

Antiga Fortificação de Constantinopla

Praça Taksim: pegue o trem funicular para subir até a estação Taksim. É lá que está a Praça Taksim, um importante marco da cidade, que serve como ponto de referência e local de transição entre várias linhas do transporte público, como ônibus, metrôs, funicular e tram. É na Taksim que se inicia a Avenida Istiklal, um dos melhores exemplos da Istambul moderna. Esta avenida é um grande calçadão, com aproximadamente 1,5 km de extensão, que liga a Praça Taksim à Praça Tünel. Ao longo da avenida é possível encontrar dezenas de lojas, restaurantes, cafés, casas de câmbio e muitos outros tipos de estabelecimentos. Caminhe pela Istiklal sem pressa e curta todo seu agito, observando a movimentação de turistas e locais neste. Procure pela Terkos Passage, umas das ruelas que cruzam com a Stikal na altura do consulado sueco. Nesta rua são vendidas peças de roupas de grandes marcas, mas que têm pequenos defeitos ou são de estações passadas. Lá você pode encontrar Polo e Ralph Lauren, Chanel, Dolce&Gabbana, Abercrombie & Fitch, Moschino, Prada...dentre outras. No final da Stikal, próximo à Praça Tünel, está a Torre de Gálata.


Praça Taksim

Rua Istiklal

Rua Istiklal

Torre de Gálata: para curtir a vista panorâmica de seu mirante, principalmente na hora do por do sol. Imponente torre, com cerca de 70 metros de altura, que oferece diversos espetáculos no seu interior (em especial, dança do ventre) com uma vista magnífica sobre toda a cidade.


Torre de Gálata
  
Vista de cima da Torre de Gálata (Hagia Sophia e Mesquita Azul)

Vista de cima da Torre de Gálata 

Vista de cima da Torre de Gálata 

Vista de cima da Torre de Gálata 

5º dia - Bairro Eminönü, Bazar das Especiarias, Passeio do barco até a Ásia

Passeio no Bairro Eminönü: às margens do Corno de Ouro. Para chegar à região, é possível ir a pé, dependendo de onde você estiver hospedado, ou então pegue o tram até a estação que leva o nome do bairro. Bem próximo à estação do tram e quase em frente à Ponte de Gálata está o bazar das especiarias. 

Bazar de Especiarias: também conhecido como Bazar Egípcio, é outro grande mercado coberto no estilo do Grande Bazar, mas em proporções muito inferiores, já que possui apenas 2 corredores e cerca de 100 lojas. Entre os produtos vendidos, dominam os temperos, condimentos e doces turcos. Em frente ao bazar está a Mesquita Yeni Valide.

Mesquita Yeni Valide (ou Mesquita Nova): Construída em 1708, fica à margem do Bósforo do lado de uma ponte que dá uma linda vista da cidade! Durante as orações, os fiéis tomam inclusive os jardins da mesquita, tamanha falta de espaço para tanta gente. As mulheres muçulmanas costumam aguardar do lado de fora, nos jardins.

Mesquita Yeni Valide

Mesquita Yeni Valide (vista da Torre de Gálata)

Mesquita de Süleymaniy: localizada no alto de uma colina e facilmente visível de várias partes da cidade, devido à sua imponência. É uma mesquita imperial otomana situada no bairro Eminönü. A mesquita faz parte das Zonas Históricas de Istambul, classificadas pela UNESCO como Patrimônio Mundial desde 1985.

Mesquita de Süleymaniy (Vista da Torre de Gálata)

Passeio do barco até a Ásia: A Estação Eminönü é ponto de partida para os barcos que vão a Üsküdar (Ásia). Pegar o tram no sentido Kabataş. O barco para Üsküdar está incluso no Istanbulkart. O melhor a se fazer é pegar ali mesmo, em Eminönü, um barco de passageiros comum, integrado à rede de transportes municipais e cruzar o Bósforo sentido a Üsküdar. Os barcos partem o tempo todo, a viagem dura menos de 20 minutos. Pertinho dali fica o Kız Kulesi (Torre de Leandro ou Torre da Donzela). Símbolo de Istambul, a construção milenar já passou por inúmeras reformas, serviu de pedágio para controlar o movimento no Bósforo e também como farol. Hoje a pequena ilha, que foi cenário para 007: O Mundo Não é o Bastante, está aberta para visitação. De volta à estação dos barcos, pegue a principal avenida (Hakimiyeti Milliye Caddesi) rumo ao interior do bairro para conhecer a vida local. No caminho, vale o pitstop na sempre cheia Mesquita Yeni Valide. De volta à Hakimiyeti Milliye Caddesi, encontre o mercado Mimar Sinan Çarşisi.




6º dia - Palácio Dolmabahçe, Mesquita de Ortaköy, Fortaleza Rumeli, Palácio de Beylerbeyi

Palácio Dolmabahçe: O palácio se encontra no bairro de Besiktas, na margem do Bósforo, e é imenso. Chegar lá é muito fácil: é só pegar o tram até a estação Kabataş e de lá seguir a pé na mesma avenida, margeando o Bósforo, até a entrada principal do palácio. As visitas são conduzidas por pequenos grupos guiados e iniciam-se às 9:00h, exceto segundas e quintas, dias em que o palácio não abre para visitação. Quanto mais cedo você chegar (entre 8-8:30), menos fila vai encontrar. Tudo é bem organizado e um guia do palácio acompanha os visitantes, mostrando e explicando com eficiência todas as áreas internas visitadas. A entrada onde se compra o ingresso é uma estrutura enorme e já dá ideia da grandiosidade do palácio. Esse palácio otomano foi construído entre 1843 e 1856 no declínio do Império Otomano, na tentativa de trazer de volta o prestígio que o império vinha perdendo. Os sultões acharam que a melhor maneira para isso seria seguir o estilo europeu e então o sultão Abdülmecid I contratou uma família armênia chamada Balyan para construir um palácio de mármore, luxuoso e ricamente decorado. Um dos edifícios mais belos da cidade, que possui 285 quartos e 43 salas e cuja fachada se estende por 600 metros às margens do Estreito de Bósforo. Durante o passeio é possível visitar vários ambientes do palácio, incluindo dormitórios, salas e um incrível salão de festas, tudo com muito luxo e objetos de decoração valiosos. Outro setor que também pode ser visto é o Harém do Palácio, local onde ficavam os apartamentos do sultão, de sua mãe e de suas esposas. O ingresso do Harém é pago à parte, mas é possível combina-lo com ingresso do Palácio para obter desconto.
  
Palácio Dolmabahçe visto do Barco

Entrada para o Palácio Dolmabahçe

Palácio Dolmabahçe

Palácio Dolmabahçe

Palácio Dolmabahçe

Mesquita de Ortaköy: cujo nome oficial é Büyük Mecidiye Camii (Grande Mesquita Imperial) do Sultão Abd-ul-Medjid I, situa-se na zona de Ortaköy, no distrito de Beşiktaş. Encontra-se junto à margem do estreito do Bósforo, à Ponte do Bósforo e ao cais de Ortaköy, numa das zonas mais cosmopolitas de Istambul. Ela fica próxima ao palácio Dolmabahçe.

Fortaleza Rumeli: (Rumeli Hisari) construída no século XV pelo Sutão Mehmet, o Conquistador, após a sua conquista da cidade. Após subir as suas escadas terá uma vista esplêndida do Bósforo. 


Fortaleza Rumeli

Palácio de Beylerbeyi, na Ásia (Beylerbeyi Saray), foi construído em estilo europeu entre 1861-1865 pelo sultão Abdulaziz (é uma cópia em escala menor do Palácio Dolmabahçe), e se encontra na parte Asiática de Istambul, na margem do Bósforo.


Palácio de Beylerbeyi



Você pode fazer uma cotação sem compromisso de passeios e guia em Istambul comigo: contato@viagensmundoafora.com.br ou aqui pelo site, deixe um comentário no final deste post. 

Se quiser receber todas as atualizações do site, curta a página no facebook: 


Reserve seus hotéis no Booking.comhttp://www.booking.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!